O que fazer quando o aparelho para de funcionar?

O que fazer quando o aparelho para de funcionar?

Muitas pessoas ao redor do mundo possuem algum tipo de problema auditivo. Eles podem ser causados por vários motivos diferentes e atrapalhar bastante o seu cotidiano. Entre as causas podemos citar: idade, exposição frequente a altos ruídos, infecções, certos medicamentos, ferimentos na cabeça, entre outros.

Dessa forma, aqueles que sofrem com esse tipo de problema recorrem a ajuda de um aparelho especial. O aparelho auditivo é feito para as pessoas que possuem algum tipo de perda auditiva e precisa utilizá-lo no cotidiano.

Os aparelhos auditivos



Eles são dispositivos eletrônicos que podem ser utilizados tanto dentro quanto do lado de fora da orelha, na parte de trás. Sua função é amplificar os sons ao redor da pessoa que o usa fazendo com que ela consiga identificá-los e entendê-los.

Também conhecidos como “aparelhos para surdez”, eles possuem uma tecnologia que permite amplificar o som da fala de uma pessoa enquanto diminui os demais ruídos presentes no ambiente em volta dela, permitindo uma clareza maior da comunicação.

Através desse recurso, as pessoas que o utilizam podem desfrutar de uma melhor qualidade de vida, trazendo mais autonomia, melhorando sua socialização e também sua saúde.

Eles são indicados por otorrinolaringologistas para aqueles que sofrem de perda auditiva causada por desgaste no sistema auditivo ou algumas doenças que prejudiquem a audição. Mas para isso, o médico deve analisar qual o tipo de surdez, se deve ser usado ou não o aparelho e qual o tipo adequado para a situação.

Como eles funcionam



Os aparelhos auditivos possuem três partes: o microfone, o amplificador e o receptor. O microfone capta o som externo, transformando-o em sinais elétricos e envia eles para o
amplificador. Este último aumenta a potencia dos sinais captados recebidos e envia eles para o ouvido por meio do receptor.

Há diversos tipos de aparelhos auditivos e eles evoluem continuamente, sempre buscando acompanhar as tendências tecnológicas que podem ser usadas na área. Isso possibilita mais conforto aos usuários ao contarem com aparelhos mais eficientes.

Cada modelo busca atender a cada necessidade específica, de acordo com o grau da perda auditiva e o cotidiano do usuário. Atualmente, os modelos possuem muitos recursos que ajudam bastante o paciente no dia a dia, entre eles melhor audição e som, separação dos ruídos repentinos dos contínuos e os sons de fala dos ruídos e diminuem sons que possam causar desconforto.

A tecnologia também está presente nos aparelhos auditivos wireless, no qual eles se conectam aos smartphones, enviando o som produzido no celular, como chamadas ou músicas, direto para o ouvido do paciente.

O que fazer quando ele para de funcionar?



Nenhuma pessoa que utilize um aparelho auditivo quer que ele pare de funcionar. Porém, assim como qualquer aparelho, ele tem uma vida útil e vários motivos podem ser responsáveis por isso.

Entre eles podemos citar o excesso de cera no aparelho ou o descarregamento da pilha. Mesmo que após isso ele ainda não funcione, o indicado é procurar um centro especializado para ajudar e nunca tentar consertar o aparelho por si mesmo. Um fonoaudiólogo poderá auxiliar e encontrar uma solução para o problema.

LOJA VIRTUAL