Misofonia: conheça os sinais e os tratamentos

Misofonia: conheça os sinais e os tratamentos

Uma boa qualidade de vida depende de muitos fatores relacionados, e um deles é a nossa audição. Sendo assim, para ter uma vida saudável em todos os sentidos, é preciso cuidar muito bem de todas as partes do nosso corpo, inclusive os ouvidos. São eles que são os responsáveis por nos auxiliar em diversas atividades de nossas vidas, como escutar música, nos comunicar com outras pessoas, ouvir alertas, como buzinas, por exemplo, entre outras.

Nesse contexto de cuidados com os ouvidos, há inúmeras doenças e condições que necessitam de atenção para receberem diagnóstico e tratamento o quanto antes. Entre elas, vamos conhecer mais sobre a misofonia, uma condição que causa aversão a determinados sons que são padronizados ou repetidos, tais como a mastigação, toque do relógio, espirros e tosses, cliques de lapiseiras ou canetas, entre outros do mesmo estilo, como latidos, miados e outras expressões dos animais.

Acompanhe!

Causas e sintomas



Os indivíduos que sofrem com a misofonia sentem uma reação mais forte do que o normal diante de tais ruídos. Inclusive, o próprio nome da condição, derivado do latim, já sugere essa aversão. Afinal, miso significa “ódio”, enquanto fonia quer dizer “som”. As reações negativas diante dos sons têm origem neurológica, mais especificamente no sistema central auditivo do cérebro.

Os sintomas mais comuns são reações psicológicas que podem variar conforme a grau da condição na pessoa e o tipo de som. Irritação, raiva, ódio e nojo são alguns dos sentimentos. No entanto, os sintomas podem ficar mais intensos e atingir a saúde física, provocando palpitações, sudorese, taquicardia e outros tipos de mal-estar.

Outro fator de grande importância é que a misofonia pode se manifestar e se desenvolver em conjunto com outras condições neurológicas, psicológicas e auditivas, como zumbido, fonofobia, hiperacusia, transtorno obsessivo-compulsivo e ansiedade.

Tratamento



Apesar de não haver cura para a misofonia, há diferentes tipos de tratamentos que podem amenizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida de quem sofre com este mal. Estimulação sonora com sons mais estáveis e baixos pode ser utilizada para alterar a ativação das reações com o objetivo de manter um controle.

Já a meditação e as terapias na linha psicológica cognitiva comportamental ajudam o cérebro a receber melhor os sons. Alguns medicamentos utilizados para outras doenças relacionadas também podem contribuir para manter o controle da misofonia.

Cuidado da saúde e qualidade de vida

Considerando que a saúde de nossos ouvidos merece tanta atenção como as outras partes do corpo, vale ressaltar que é preciso muita atenção em todos os fatores envolvidos. Quando é necessária a utilização de algum aparelho ou acessório para tratamento, por exemplo, este deve ser de alta qualidade, para atender as necessidades e garantir o bem-estar de quem utilizando.

E nesse contexto, nós podemos garantir a excelência de aparelhos auditivos e acessórios. Nós trabalhamos com o público que fazem uso do Aparelho de Amplificação Sonora (AASI) ou Implantes Cocleares (IC), com os produtos e todo o suporte técnico necessário.

LOJA VIRTUAL