Como o enriquecimento sonoro pode auxiliar no tratamento de zumbido?

Como o enriquecimento sonoro pode auxiliar no tratamento de zumbido?

É terrível imaginar um ruído constante nos ouvidos e que é produzido internamente, como um desagradável companheiro. Daí a importância de entender como o enriquecimento sonoro pode auxiliar no tratamento de zumbido, a fim de reduzir esse incômodo constante.

Esse estímulo pode surgir por diferentes motivos e acomete muitas pessoas. A qualidade de vida é a primeira a sofrer as consequências, sendo que também pode ocorrer perda auditiva. Por isso é preciso buscar opções de tratamento, como é o caso da técnica da qual falaremos.

O que é o zumbido e quais as causas?



Há um estímulo que o organismo produz e ele é interpretado pelo nosso cérebro em forma de som, gerando o que chamamos de zumbido no ouvido. A percepção dele pode ser diferente de acordo com o paciente, porque alguns relatam barulhos semelhantes à panela de pressão, outros de cigarras cantando, entre outras comparações.

O fato é que pode gerar imenso incômodo, afetando a qualidade de vida do paciente. E as causas são muitas, como distúrbios ligados ao metabolismo, como é o caso de doenças como diabetes e colesterol alto. Além de doenças autoimunes, como otite ou labirintite, por exemplo.

A má alimentação também está na lista, porque excesso de cafeína, falta de vitaminas e longos períodos em jejum podem desencadear o zumbido. Por fim, uso de cigarro e álcool em excesso, junto a exposição a ruídos constantemente são outros fatores geradores do zumbido.

Como é a avaliação do paciente com zumbido no ouvido?



O profissional vai avaliar o paciente que sofre com o zumbido entendendo primeiro quais as origens para o surgimento do problema. Como vimos antes, ele pode ser um sintoma de outros problemas de saúde. A partir daí, fará a chamada anamnese, que consiste em uma série de perguntas e avaliações sobre o estado do paciente.

Isso inclui os fatores que mais sofrem impacto do zumbido, como trabalho e sono, por exemplo. Além de exames que vão trazer dados concretos sobre a intensidade e a frequência do zumbido, junto à constatação se houve perda auditiva. Tudo isso é fundamental para iniciar o tratamento mais adequado.

Como o enriquecimento sonoro pode auxiliar no tratamento de zumbido?

Existem duas situações que determinam o tipo de abordagem com o enriquecimento sonoro, que são a presença ou não da perda auditiva. Para os pacientes com perda, é indicado o uso de um aparelho auditivo, que tem o papel de trazer uma amplificação adaptada ao caso, fazendo com que o zumbido se torne imperceptível para o paciente.

Nos outros casos, é preciso usar o gerador de som externo, com o papel de criar um som neutro, fraco e constante. O resultado é que há substituição de som por algo relaxante, de acordo com as necessidades do paciente. Durante o tratamento há um processo de adaptação para encontrar o melhor em cada quadro.

Esse é o enriquecimento sonoro e como ele pode auxiliar no tratamento do zumbido, um sintoma que pode gerar imenso desconforto. Então, se você sofre com esse problema, precisa procurar atendimento para que o especialista te indique o melhor tratamento.

Entre em nosso site e conheça os nossos produtos!

LOJA VIRTUAL